Figura

 

 

Domingo foi dia do povo voltar às urnas  e cumprir com o seu papel de cidadão.

 

E lá fui eu justificar o meu voto, pois não estou na minha cidade natal que eu tanto amo e sinto falta, minha linda e amada Curitiba.

 

Como manda o figurino, entreguei meu título de eleitor e minha carteira de identidade para o mesário preencher os dados no formulário. A mesária ao lado ficou olhando o meu R.G. e disse em alto e bom tom “Nossa, que diferente”. Não se contendo em apenas olhar, ela pegou o meu documento e exclamou “É a jornalista!!!!! Eu me lembro de você no 1º turno”.

 

Eu fiquei sem graça com a empolgação da moçoila, mas ao mesmo tempo me senti um pouco orgulhosa.

 

Quão bom seria se todos respeitassem os jornalistas como porta-vozes da sociedade em busca de um futuro digno e justo para toda a população.

 

Maravilhoso seria se não confundissem fofoca com jornalismo e que os profissionais de verdade pudessem admitir que a estrela do jornalismo é a notícia e não quem escreve, quem aparece na telinha ou assina uma matéria.

 

Teríamos um mundo com informação correta e digna, se o governo assumisse de uma vez por todas e para sempre que sim, é necessário o diploma para ser um jornalista de verdade.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s