Keep Calm!!!!

Image

 

 

 

 

 

 

Sabe um daqueles dias que você nem deveria ter saído da cama, porque a melhor opção era continuar de pijama, enfiada embaixo da coberta?

Pois é, passei por um dia desses, não sei se foi coincidência, mas era uma segunda-feira.

Levantei duas horas antes do usual, fui passar uma camisa e a dita cuja insistia em continuar se amarrotando. O ferro começou a grudar e acabei mudando de camisa, pois  o ferro de passar roupa e eu nunca fomos muitos amigos mesmo…

Na hora da maquiagem, o delineador borrou 3 vezes. Passei o algodão e adeus borrão preto, bom dia cara lavada.

Café da manhã? Nem pensar! Era um hemograma e tinha que estar em jejum. Sai morrendo de medo de passar mal na rua, não presto sair de casa sem forrar o estômago.

O  endereço do laboratório era novo para mim. O cobrador do ônibus deu informação errada, e já não bastasse eu estar naquela lata de sardinha (ainda bem que eu não fui com a  camisa passadinha), o dito cujo me passa informação errada. Percebi quando passei em frente do laboratório, vi a placa com o nome gigante. Apertei a campainha e já era tarde demais. O próximo ponto foi tãooo longe que tive que pegar outro ônibus para chegar.

Chegando lá, pego a senha. Quinze pessoas na minha frente. QUINZE!!!

Eu já estava passando mal por estar em jejum, irritada por ter descido no ponto errado e perdido mais tempo, porque neste tempo perdido outras pessoas pegaram o numero da senha que era para ser meu.

Depois de uma longa espera a recepcionista me chama e pede a carteirinha. Mas eu não tinha levado a carteirinha, tinha apenas o número e a fulana começou a criar caso, mas isso já é estória para um outro post…

Finalmente chegou a hora da agulha furar minha veia. A técnica pergunta:

“- Você esta se sentindo bem? Está tão pálida!!! “

“- Estou bem sim moça, mas para melhorar preciso comer algo.” Mas a vontade que tinha era de falar “anda logo com isso porque eu não consigo ficar mais nenhum minuto nesta %*$%** de lugar, preciso comer!!!!!!”

Processo finalizado, fui cambaleando até a padaria da esquina. Pedi um cappuccino tamanho gigante e um pão de queijo maior ainda.

Na gula, pedi um doce, que estava muito ruim… off course, o dia estava apenas começando.

Exame realizado, pança cheia e nervos acalmados, o negócio era seguir em frente, rumo ao escritório para mais um dia “daqueles”.

Cheguei atrasada, zilhões de emails do final de semana, reunião das 3h da tarde as 8h da noite.

Cheguei em casa quase 9h e mais surpresa! Não tinha gás.

Liguei na portaria para saber a previsão e a única resposta foi:

“- Não sei não moça. Estourou um cano aqui perto e o condomínio todo está sem gaz.”

GRRRRRRRRRRRRRRRRRR

Ficar sem gás para cozinhar até dá né… mas e o banho? Chuveiro frio ninguém merece.

Fiquei até meia noite fazendo hora, criando coragem, me preparando psicologicamente para entrar no chuveiro gelado, até que o hubby foi e … mais uma surpresa: água quente!!!!

Uhuuu festa no apê!! Alegria da galera! Nem acreditei que aquele dia horrível tinha acabado e passado da meia noite, eu pude  tomar o meu banho bem quente e demorado, como gosto!

É… nem todo dia é sábado e ainda bem que nem todo dia é segunda-feira.

 

 

Uma ideia sobre “Keep Calm!!!!

  1. Lienda

    HAHA! Esses dias são terríveis, o mais engraçado é que se tivesse alguém assistindo tudo isso seria comédia. Gostei muito de ler sua prosa, muito legal! Digo, não o que aconteceu, claro. Mas o jeito que você escreveu hahahaha! ai ai, enfim. Dias melhores virão o/

    Curtir

    Resposta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s